22 de jan de 2011

Fazendo Bonito no Samba


Chegando”
O primeiro passo é saber quando e onde a roda de samba vai acontecer, isso faz grande diferença ao frequentador, pois um samba em barzinho da Vila Madalena vai ser bem diferente daquele na casa do amigo do seu amigo, ou daquele feito em terreiros de comunidades.
Começando pela vestimenta, em salão fechado onde o espaço é disputado a unha evite roupas escuras e quentes e calçados desconfortáveis.
Pisões no pé acontecem, pare olhe e peça perdão.
Em quadra de escola de samba mesmo não sendo integrante da agremiação tente descobrir com antecedência as cores da escola para usá-las no dia do ensaio, isso é mais elegante e evita muita dor de cabeça.
Procure aprender a letra da escola não ficando em pé parado lendo o flyer, igual coroinha no altar, caia na roda e sinta o samba fluir você decora mais rápido assim.
Se o mestre sala e a porta bandeira vier pro seu lado faça reverência a escola, beije a bandeira.

Bicão”
Em quintais sempre há um clima de comemoração e festa descontraída regada a Cerveja e  boa picanha.
Procure saber se é uma parada do tipo cada um leva o que pode e chegue com uma caixinha de breja, ou refri, e se possível uma carninha.
Deixe na cozinha antes de cumprimentar a rapaziada, ou na mão de alguma tia da cozinha, jamais alastre sua colaboração, bebidas caras como Whisk e Vodca entregue na mão do dono da festa, perceba que de imediato ele vai colocar no centro da mesa de samba.
Se você presenciar isso como  terceira pessoa não encoste o dedo na garrafa antes que o samba de um breque e que o copo passe até sua mão.
Com a bebidinha, de um “gorpe” e já passe a bola de preferência para algum estranho, amizades muitas vezes nascem exatamente nessa conduta.
Posar para retratos só se for convidado, do contrário procure se afastar.
Quanto ao traje, camiseta regata, bermuda e sandália ou tenis - mulher casada evite roupas justas, decotes e mini saia, o respeito entre os sambistas é muito grande, porém em samba de quintal a portas abertas, sempre entra algum torcedor com camisa de time, comemorando a vitória do campeonato já com meia dúzia na cabeça, e como dizem, “essa não tinha placa de dono” e ai a confusão pode levar a festa por água a baixo.

Pica Pau”
Instrumento parado em cima da mesa ou embaixo dela não quer dizer que você pode pegar e sair batendo. Se você é tocador ou músico profissional não importa, espere que seja convidado por alguém da roda ou algum amigo que te apresente antes.
Jamais, nunca, de maneira alguma dê um toquinho no ombro de alguém que esta sentado e peça para tocar a próxima.

Canja”
Sempre que for convidado para dar uma canja, procure não mexer em afinação de instrumentos de cordas, não ande com seu instrumento a tira colo, a menos que faça parte do conjunto ou catado.
Em palcos não fique dizendo “alô som” ou peça mais retorno, pois o som já foi passado antes espere que o “mesa” faça algum sinal.
Agradeça a plateia e a quem te fez o convite quando descer.

No Gogó”
Em terreiro de Samba a Chapa é quente, evite bonés, estampas de surf e roupa escura, chapéu Panamá e boinas são muito bem vindos.
Nunca peça tom pra cantar se não for solicitado por alguém da roda, levantar o dedo indicador significa pedir um Dó Maior, apontando para baixo um Dó menor, mas prefira fazer isso em voz alta para que todos os acompanhantes da roda ouçam e não fiquem perdidos.
Seja calmo respire fundo e espere a batucada acentuar a marcação.Escolha um samba  de seu repertório que condiz com o momento e com o estilo da turma.
Lembre-se e pense que ali todos são sambistas, mas antes de tudo são seres humanos iguais a você, então haja de igual para igual, não tente se mostrar batendo mais alto ou gritando mais no refrão.
Se tiver que improvisar algum verso de partido alto, procure ouvir o tema, ou seja não exalte o local, ou fale da quizumba da nega, na  homenagem ao aniversariante, se não tiver um verso no pente ajude no refrão.
O Bom malandro diz no couro e no Gogó

"Vícios"
Beliscar a bandeja de carne com farinha somente na pausa, seria o mesmo que falar de boca cheia.
Se chegar meio alto de mé fique de canto e procure maneirar, se ficar de porre no meio do samba, procure ir embora.
O samba não é sinônimo de bagunça ou lugar para  ficar chapado e cair sentado no meio do bar esperando o cachorro lamber a cara.
Embora apreciemos uma purinha na roda pra descontrair os nervos, lave a alma cantando e sambando e fazendo novos amigos.
Drogas jamais.

"Assuntos"
Fale mal somente dos presentes que podem defender-se prontamente, dos ausentes pergunte porque não estão ali, como vão e que sente saudades.
Relembre episódios que tragam à imagem da pessoa,  quando você não “colar” no samba sentiremos sua falta acredite.
Ditado "se conselho fosse bom não se dava se vendia, mais existe um outro velho ditado menos conhecido "quem não escuta cuidado escuta coitado"

Roda de Samba Obra de Heitor dos Prazeres ano 1963 - Técnica Oleo s/ eucatex

Por: DaHora

Nenhum comentário:

Postar um comentário